BLOGGER TEMPLATES AND MyYearBook Layouts »

7 de junho de 2010

Escritor "profissa"? *FACEP*

Eu devo ser masoquista ou algo do gênero.

Resumindo a história: criei um perfl para o personagem VOX para testá-lo. Mas como estou sem grupo de M&M ou Heroes em geral ativo, fui fazer como fiz em alguns testes do Infinito: procurei as comunidades do Orkut.

As que eu entrei antes eu já era conhecido e então tentei uma outra, que já tinha atritos com ... bem, todos. Não sei porque achei que lá teria um "grupo controle"...


Segue agora um resumo de uma das tr~es tentativas de "me ajustar ao que eles queriam".


łâмiηα ђ૮: ae cara
tenho uma proposta pra tu
heuahu

eu: ?!?

łâмiηα ђ૮:
aehuahe
cara
relaxa e vey
eyahueu
seguinte
o plano era tu esperar alguem fazer um rmk* melhor
mas tenho outra proposta
aeuha

eu:
Eu seria aprovado unicamente pela aparência?

łâмiηα ђ૮:
não
.facep
mas tem de tar boa a image
saca
o fato é:
vc gostaria de enrtar no hc com outro personagem? tipo outro perfil
.-.
eu te ajudava e tal'z
na vdd todo mundo ajudava
Xp
tipo,
pq' se for esperar até remakearem o Vox vai demorar D:

eu: Eu acho que entro em outras comunidades sem ter esse trabalho todo.

łâмiηα ђ૮:
mas
se que sabe
.-.
ah cara,
cê que sabe, só to tentando de audar

eu:
Mas me confirme que fui rejeitado pelo look.

łâмiηα ђ૮:
ajudar***
'-'

eu:
e não pela história ou qualquer coisa que tenha desenvolvido ou elaborado.

łâмiηα ђ૮: Sim, por isso, se vc quiser
eu peço q
o primitivo
ou outro membro te faça u rk
rmk*
a historia tá boa
cara,
porem sao dois fatores
Imagem e historia
ambos tem de tar bo
PORÉ
n cobramos tanto da
img
pq nem td mjundo
sabe mexer no fh
q nem silent, primo

eu:
vou pensar.

łâмiηα ђ૮:
LOL
caso vc queira
pode pegar uma criação de imagem e criar uma historia
^^
XP

eu: é que como falei, aceito sugestões... mas se alguém fizer ele do "0" eu sinto que não é meu personagem.

łâмiηα ђ૮: eu sei
mas tipo
vc' só pegaria uma img
a historia VC
que faria
saca/
normalmente o pessoal fala a mesma coisa

eu:
posso ser honesto em uma coisa?

łâмiηα ђ૮:
wat
eehehu
eu falo wat
msm
wat ._.
XP
-q

eu: Eu li algumas histórias de alguns "aprovados"!. A maioria é muito legal sim, mas tem uns que são rizíveis.

łâмiηα ђ૮: '-'
a gente exige mais que o cara jogue bem, a maioria das historias é simples
xP

eu: Logo, se alguém com uma boa imagem e uma má história passa e alguém com boa história e má imagem fica

łâмiηα ђ૮: '-'
.facep

eu: tem pelo menos maior predireção para imagem que história.

łâмiηα ђ૮: na vdd a maioria usa rmk
e as historias n sam PERFECT
porém
jogam mt be
bem*
e o mais importante
se divertem
._.

eu: Eu nem tive a chance de mostrar como jogo.

łâмiηα ђ૮: .-.
relaxa mano
só espera um rmk
ae'z
lool
ae vc' pode
talvez até ajudar nas historias
do pessoal
já q de escritor profissa so tem eu e o zangão
D:
e eu ainda nem publiquei meu livro
.facep
* Mão na cara.
T.T

---
*RMK = Remake, refazer em inglês.

Fui buscar a história do Lâmina. A primeira coisa que me deparo é uma briga dele com algumas duzias de outros "orkuteiros". Ele dizia que "Eu não sou cópia do Wolverine não! Leiam minha história antes de dizerem isso".

Eu li. Ele era um soldado bom mas que por causa de seus superiores malignos se submeteu a um experimento que implantou metal em seus ossos, deram-lhe lâminas que cortam tudo e apagaram sua memória, tornando-o violento.

Profissa! Livro na pré-venda!


Ele me descobriu!


4 de junho de 2010

Mirumoto Nobunaga - os últimos meses






- Primeiro grande "inimigo", um monstro completamente imune a sua arma. Só pode ficar dando voltas ao redor dele;

- Com a vitória (do resto do grupo e dos NPCs), foi trespassado por uma flecha com a espessura de uma lança. Precisaram perder seu orgulho para sobreviver por ter caído tão prematuramente;

- Torneio Rubi: deixou de treinar para provas que haviam um membro de seu grupo que já as dominavam. No último instante, trocaram este membro por um que não as tinham;

- Perdeu provas em um torneio por falha de dados que não deveriam acontecer - especialmente a de arqueirismo;

- No combate em grupo, foi provocado por um dos colegas para permanecer na arena contra todos os inimigos mais fracos, e não teve energias quando foi confrontar os inimigos que valiam a pena;

- Na busca por uma assassina ficou seguindo a pista errada e essencialmente foi a razão dela fugir;

- Quando voltou ao rastro da assassina em seu primeiro momento tombou cego e surdo;

- ... e ainda na muralha das Shadowlands, antes de realmente entrar na zona de conflito propriamente dita, perdeu num teste de percepção (3 em 3d10!) e foi mastigado por um Oni gigante como se fosse chicletes.

Vejamos como eu me saio este domingo, quando sair do hospital.


GUARDE GRATUITAMENTE SEUS ARQUIVOS NA WEB. CLIQUE AQUI E VEJA UM PASSO A PASSO.

9 de maio de 2010

3D&T: Mutants and Masterminds

http://shurikenrpg.blogspot.com/2010/04/3d-mutants-and-masterminds.html
O Sistema Alpha usado para super-heróis.

27 de abril de 2010

Encontrei o sistema que deu origem ao lendário Melekashiro

http://bit.ly/9FxnEK
Yu Yu Hakusho, RPG, adaptado para o Storryteller.

23 de abril de 2010

Pequisa: Quantas campanhas vocês estão hoje? Responda c/ a sua lista.

15 de março de 2010

A Casa de Midori


Foi o presente dado por Inagami (e sua família) a Renai quando ele foi promovido a Líder da aldeia do Monte das Quatro Faces. O pequeno Midori já era nascido e o jovem casal precisava de um lar.
A casa é vizinha à do irmão de Renai, e Midori, quando ainda era aluno na academia, ficava de babá de sua prima.
A casa é feita respeitando o círculo de Chakra: A zona do elemento água (Fonte, chuveiros, banheiro), fogo (cozinha principalmente), vento (o acesso à casa), trovão (área habitável da casa) e terra (Sala de Jantar, Jardim de inverno e Dojo).

Localização e Arquitetura: subúrbio mais recente de, longe do barulho do centro e das vias comerciais. M esmo assim próximo a algumas zonas de combate florestais. A aparência da casa é tradicional. Possui apenas um piso, uma fornalha singular que aquece a cozinha e o reservado, portas e janelas de correr, e é toda voltada para uma segunda construção interna: o Dojo.

ANEXOS GERAIS:

ATELIÊ
- Construção externa à casa, é na verdade uma arejada jardineira onde Inagami trabalha suas esculturas de cristais. Suas melhores peças são dadas a primos que possuem uma loja de ornamentos de cristais, mas é tido mais como atividade terapêutica do que como atividade comercial.

JARDIM
– A fachada de arquitetura tradicional é ornamentada pelo jardim que se projeta pela rua. Todo o bairro é feito de construções antigas, provocando entradas às ruas. O jardim é de gramas e pequenos arbustos, mais resistentes a períodos de verão.

CORREDOR INTERNO
– é o acesso interno a todos os cômodos da casa. Ele margeia o Jardim de Inverno sendo completamente aberto para o centro da casa, podendo ver o Jardim e o Dojo.

JARDIM DE INVERNO
– é um segundo jardim, menor e mais vívido. Possui bonsais e flores mais delicadas que exigem menos exposição ao sol. O jardim inteiro contorna o Dojo e se encerra na Fonte . Seu aroma é espalhado pela boa ventilação da casa a todos os cômodos. Infelizmente Inagami possui algumas alergias que afloram nas primaveras mais secas por causa disso.

ZONA DO VENTO:

VARANDA
- Três pequenos degraus adentram em uma parte coberta ainda externa à casa. Feita de carvalho pintado de branco, com um breve cercado. Quem olhar bem verá que ela está preparada com runas de alarmes.

SALA DE ENTRADA
– Primeiro cômodo interno à casa, é uma zona fresca com uma corrente de ar constantemente vindo da varanda para o corredor interno. É possível reuniões de pequenos grupos neste lugar, e se as portas estiverem abertas, seu espaço é complementado pela varanda. Dela, se tem acesso ao Corredor interno.

BIBLIOTECA

– Anexo a leste da Sala de Entrada, a biblioteca é arejada e bem iluminada. Contudo, não há um bom isolamento acústico, mas segundo Renai, é uma forma de se manter em silêncio, mas sempre atento ao que ocorre na casa. Há livros diversos naquele aposento, quase todos de conhecimento comum. Os conhecimentos mais perigosos se encontram no Arsenal.

ARSENAL

– O cômodo mais seguro da casa, deveria ser desconhecido de todos. Midori descobriu-o aos cinco anos... Não só armas e pergaminhos, mas livros de conhecimento mais perigosos deixados aos cuidados de Renai e Inagami estão escondidos lá.
A entrada do Arsenal é oculta por uma estante de livros, runas de alarmes e um Genjutsu que provoca nos invasores não autorizados a vontade de procurar outra coisa em outro lugar.

ZONA DO TROVÃO:

QUARTO DO CASAL

– Maior cômodo habitacional da casa, é onde dormem Inagami e Renai. Possui uma cama de tatame, um vestiário e armários. Também uma pequena mesa de estudo no canto norte, rente à janela do quarto. Também possui runas de alarme.
QUARTO DE MIDORI

– Ligeiramente mais estreito, possui uma cama normal, uma estante que faz vezes de mesa de estudo, e dois criados-mudos nos quais Midori deveria manter suas coisas guardadas ao invés de jogadas no chão. A respiração do aposento é feita por uma janela elevada quase ao teto, mas que Midori usa para fugas e entradas de emergência. Ele não sabe, mas há um runa de alarme silencioso na janela também.

QUARTO DE HÓSPEDES

– Foi o primeiro quarto de Midori quando se mudaram e ele ainda era bebê. M as com seu crescimento e suas “atividades” de mestre dos trotes, ele optou pelo menor devido à janela de emergência. Este quarto possui uma cama de tatame ampla o suficiente para um casal, uma pequena estante com lençóis e travesseiros. Quando os Yuuhi recebem visitas, eles se acomodam neste aposento.

ZONA DE TERRA:

SALA DE JANTAR

– Quase tão amplo quanto o Dojo, a Sala de Jantar é facilmente convertível em salão de festas. E assim ocorre nos  aniversários de Midori – por imposição de Inagami e a contra-gosto do jovem gago. Possui uma mesa com seis lugares que pode ser completada por outras partes em uma de vinte, uma pequena grelha de pedras que pode fazer vezes de um fogão improvisado, churrasqueira, aquecedora de Sakê ou reguladora de temperatura. Quadros e fotos da família encontra-se espalhada por suas paredes.

DOJO

– Sem ligação com os demais cômodos conforme a arquitetura mais tradicional há um prédio do Dojo circundado pelos demais aposentos e pela muralha que faz a divisa com o vizinho de trás. Como seria uma casa a um importante Comandante, o Dojo era uma construção importante. M as Renai o converteu quase todo em uma zona reforçada de desenvolvimento de seus Genjutsus, mas é possível separar uma área para treino físico. Renai prefere usar os campos de treino de Konoha para tais atividades, limitando o Dojo a atividades mais íntimas a seus estudos ou a seu time.

ZONA DA ÁGUA:

FONTE

– Todas a água da casa dos Yuuhi é fornecida por um minadouro natural que nunca se esgota. A água é fresca na fonte, e mantém o Jardim de Inverno úmido e a temperatura do pátio e do corredor interno equilibrado, auxiliado pelas correntes de ar da Varanda e da Sala de Entrada.

ÁREA DE SERVIÇO

– Possui uma pia, tanque de esfregar roupas, e uma zona de varais para pendurar roupas. É curiosamente grande para os padrões tradicionais. Inagami faz os serviços domésticos sozinha. Midori descobriu outros usos para a zona de varal, combinando com seus genjutsus de confusão.

BANHEIRO

– Como as casas tradicionais, o banheiro é separado do chuveiro. Possui uma pia e dois sanitários separados por Box. Como a casa foi projetada com o Dojo, previa-se uso de alunos e estudantes. M as acaba servindo só à família Yuuhi.

CHUVEIROS

– Último aposento da Zona da Água. Possui duas duchas e um ofurô que pode ser aquecido por sua proximidade com a fornalha da cozinha. Seu chão é de bambu temperado para resistir à umidade e a temperarura.
Esse Ofurô já foi motivos de traumas severos a Midori por entrar sem bater quando seus pais estavam usando.

ZONA DO FOGO:

COZINHA

– Todo o sistema de aquecimento da Zona do Fogo é baseado na fornalha da Cozinha. Ele aquece a água em canos de metal para o Ofurô e chuveiros, serve como fogão e aquecedor de ar para o Corredor.

CORREDOR

– Há uma ligação entre a cozinha e a Sala de Entrada. Na prática servia para petiscos serem servidos aos visitantes nela, mas o Corredor é um aquecedor natural, e o ar quente das fornalhas da cozinha pode ser conduzido pelo Corredor para a Sala de Entrada durante o Inverno. De lá, a circulação de vento no corredor interno mantém a casa aquecida.

RESERVADO

– Enquanto reuniões mais informais são tidas na Sala de Entrada, na Biblioteca ou mesmo na Sala de Jantar, reuniões mais sigilosas são conduzidas a este aposento. Seu acesso é mais complicado – entrando no Corredor ou pela cozinha ou pela Sala de Entrada – E suas paredes são de bambu mole, melhor isolante sonoro. Não há janelas.
Em invernos mais rigorosos em que a ventilação natural da casa não consegue distribuir corretamente o calor do Corredor aos demais aposentos, é comum os Yuuhi se levarem tatames e agasalhos e dormirem neste quarto, com as portas do corredor fechadas, elevando a temperatura.

melekashiro wrote on Feb 3, '09
Fiz uma mistureba de Feng Shui, arquitetura medieval japonesa, e mitologia de Naruto. Eu sempre quis um RPG em que os PJs colaborem com os dungeons... Ia implementar isso no 3º ano da Cruzada, mas não deu.

cavaleiros wrote on Feb 3, '09
Olá!
Tá porra! o.O Só não considero 2 extras pq ia ser demais, mas mesmo assim. Trabalho de louco, mas ficou muito bom.
Até and Bye...

cavaleiros wrote on Feb 3, '09
Olá!
Agora, se eu mostrasse a sua disposição interna da casa aqui para os arquitetos... Eles iam ficara malucos com uma coisas, com certeza. XD
Até and Bye...

26 de fevereiro de 2010

CAMPANHA DE SUPERVILÕES!

"Vocês têm duas opções: A primeira é unir-se ao Principado e dar vazão á suas naturezas; A segunda é: Fiquem em sua cela como um cãozinho domado".

Diskórdia, Fundadora.


Ha muito tempo eu quis começar uma campanha de supervilania.

Na verdade é um plano complexo, no qual o grupo fundaria a sua sociedade do mal. Eu mesmo, faria muito pouca coisa na função de Narrador.

Contudo, para que isso desse certo, deveria ter um cenário forte. Meu projeto seria a sequência de uma campanha com algum tempo de Super-heróis, e eles seriam os NPCs. Os vilões iniciantes tinham liberdade de fazer o que quizer, mas sempre tendo em mente que a qualquer momento, os guardiões da justiça poderiam surgir. Eles podem roubar bancos com relativa facilidade, mas se para isso explodirem um quarteirão, teriam quase imediatamente umas três ou quatro "Ligas dos Vingadores-X" em seu encalço.

1 - A Prisão

O bando é tão Fodido que começariam a campanha presos em celas especiais para detentos perigosos. Lá, NPCs seriam introduzidos como o carcereiro abusador, o cientista/psicólogo que quer torna-los cidadãos de bem (e que é secretamente um super-herói), detentos ainda piores que eles que vão puchar umas 3 rodadas de briga antes de ativarem os malditos aparelhos que tiram seus poderes e fazem vomitar suas tripas.


Eis que surge, numa madrugada, Diskórdia. Uma androide infiltradora de corpo preto-e-verde, com um mostrador no lugar de seu rosto. Ela está interessada em alguns dos ocupantes da cela dos PJs, para um grande projeto... Mas precisa saber se eles são bons... Ou melhor dizendo... MAUS o suficiente. Ela liberta os malfeitores e desaparece invisível.

E aí começa a brincadeira: Com seus poderes reestabelecidos, os vilões poderiam explodir a parede e voar para o fim do mundo. Mas porque não se vingarem do maldito carcereiro? Porque não esnobarem o nerd cientista (e ter a maldita surpresa que ele é um super-herói)? Porque não provocar uma fuga em massa? Só fazer o óbvio é o que os mocinhos fariam!

Superando esse desafio, Diskórdia volta ao grupo, oferecendo a proteção do seu Covil do Mal até a poeira baixar. "Pô! uma mega-androide deve ter uma espaçonave no pântano ou coisa assim, não é?" Eis que surge o desgraçado do sitio no interior, com um gerador fodido, quartos empoeirados. Sim, Diskórdia tem um prédio só para as coisas dela... Mas quem falou que é para os brutos?

E aí começa a vida de supercriminosos. Eu pretendo ter algumas plantas de dungeons do tipo "banco", "Laboratório de cientista louco" e "A tão almeijada base na lua dos super-heróis". Mas não vou falar nada... Que os bandidos pensem em conseguir dinheiro, armar o esconderijo, e tudo o mais. Busquem seus contatos com o submundo para descobrir o contrabandista de armas alienígenas, arranjar peças para o raio da Morte, e mesmo encontrar a repórter que ama platonicamente um de seus algozes.

Porfim, manteria atualizado para eles uma lista de "procurados", com o valor da recompensa por suas cabeças. Quem sabe um dia eles olhem seu colega "bem-sucedido" e decidam embrulhar para embolsa-la?
Attachment: 25c1432615.gif